95,92% dos Açorianos não assistiu a touradas

infograph_espectadores

Segundo os mais recentes dados oficiais do Instituto Nacional de Estatística (2010*), nos Açores as touradas tiveram uma assistência total de 10.080 espectadores. Num arquipelago com 246.757 habitantes, significa que mais de 95% da população não assistiu às touradas realizadas nas praças de touros nesse mesmo ano. O número é revelador da pouca importância das touradas para os cidadãos açorianos, apesar do elevado investimento na sua promoção com dinheiro do erário público.

* A partir de 2010 o INE deixou de contabilizar as estatísticas relacionadas com a Tauromaquia em Portugal.

Anúncios

Parlamento holandês pronuncia-se por unanimidade contra os subsídios da UE para as touradas

Den_Haag_Binnenhof

Por unanimidade, foi ontem aprovada pelo Parlamento holandês uma resolução pedindo o fim dos subsídios da União Europeia para as touradas. A proposta do Partido PvdD, liderado por Marianne Thieme, acolheu o apoio de todos os partidos políticos com assento no Parlamento da Holanda, que irá agora solicitar formalmente à União Europeia que retifique as suas políticas agrárias de modo a que os espectáculos cruéis com animais não sejam subsidiados com dinheiro dos contribuintes europeus.

Recentemente um grupo de eurodeputados apresentou um estudo intitulado “Toros e impuestos. Subvenciones del Estado español y la UE para la tauromaquia y cría del toro”, que indica que a UE atribui cerca de 130 milhões de euros para a criação de touros de lide através da PAC (Política Agrícola Comum). Também os criadores de touros portugueses (e alguns franceses) beneficiam destes subsídios de vários milhões de euros anuais, para obter animais com fisionomia e comportamento adequados para as touradas.

Coligação “Por Angra” defende investimento na Praça de touros

A coligação partidária “Por Angra” (PSD/CDS-PP) candidata às eleições autárquicas no município de Angra do Heroísmo anunciou recentemente que vai apoiar a construção de uma cobertura na Praça de touros local. António Ventura deixou claro que esta coligação apoiará a tauromaquia ao referir que “Angra precisa de se afirmar como um concelho taurino”.

A pergunta que os contribuintes portugueses querem ver respondida é: Quantos milhares de euros serão necessários investir para que Angra se afirme como “concelho taurino” e quais as vantagens para o município em ver a sua imagem internacional manchada com o sangue de uma actividade contestada no mundo inteiro?

Governo dos Açores atribui subsídio para prática ilegal

picadorEntre os muitos apoios apurados pela Campanha cívica “Pagar touradas não” encontramos a atribuição, em finais de 2012, de uma subsídio do Governo Regional à Tertúlia Tauromáquica Terceirense para a organização do VII ciclo de ‘tentas’ comentadas.

As ‘tentas’ são uma prática ilegal em Portugal que implicam a lide de touros por ‘picadores’ a cavalo munidos de uma lança comprida e afiada que é espetada repetidamente no dorso dos animais para apurar a sua ‘bravura’… A prática é extremamente cruel para os animais, touros e cavalos, e proporciona imagens de extrema violência.

É inaceitável que dinheiro dos contribuintes portugueses seja utilizado para subsidiar uma prática que não é permitida no nosso país.

Despacho nº 1451/2012 de 22 de Outubro de 2012

150.000 euros para um monumento à tauromaquia

5166

Foi em 2011 que se inaugurou o “Monumento ao toiro”, uma obra com 11 metros de altura revestida a bronze, que foi colocada numa rotunda de Angra do Heroísmo junto à praça de touros da cidade. A imponente estrutura é composta por três escultura, cada uma com seis metros, estruturadas em aço e betão.

Segundo as declarações do presidente da Tertúlia Tauromáquica Terceirense à comunicação social local, a obra foi “financiada em 150 mil euros pelo Governo açoriano“, contando ainda com “o apoio de mais de 40 empresas e particulares”.

O secretário regional da Habitação e Equipamentos, José Contente,  já tinha considerado, durante a apresentação do projecto na sede da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, que se tratava de um investimento comparticipado pelo Executivo que se revelará “fundamental para o desenvolvimento da Região”. “É com satisfação que nós estamos nesta lide e vamos todos fazer uma pega de caras a esta grande obra”, acrescentou José Contente.

250.000 euros para a Feira Taurina 2013


sanjoaninas feira taurina terceiraA Câmara Municipal de Angra do Heroismo, decidiu neste ano de 2013, atribuir 250.000 euros dos contribuintes para os eventos tauromáquicos incluídos nas Festas Sanjoaninas da Ilha Terceira. Os valores constam do Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2013 da autarquia, com referência à entidade beneficiária do generoso subsídio: a Tertúlia Tauromáquica Terceirense, presidida pos Arlindo Teles.

A informação da comparticipação da autarquia para a tauromaquia foi difundida publicamente pelo Jornal “Açoriano Oriental”.

Este valor constitui cerca de metade do orçamento total das Festas Sanjoaninas na Ilha Terceira que decorreram de 21 a 29 de junho em Angra do Heroísmo.

Em apenas 3 dias são gastos 250.000 euros em touradas na Ilha Terceira. O mesmo orçamento revela que o programa de Acção Social da autarquia recebe 127.000 euros, cerca de metade do que é gasto em touradas. Recorde-se que nos Açores existem actualmente cerca de 20.000 pessoas desempregadas.